O EXCESSO E DEFICIÊNCIA DE PROTEÍNAS NA DIETA.

sexta-feira, 8 de maio de 2009
As proteínas estão presentes em alimentos de origem animal e vegetal, proteínas de origem animal são de alto valor biológico, enquanto as de origem vegetal não contêm todos os aminoácidos essências, cria-se um mito de que grandes quantidades de proteínas de origem animal estão associada à boa nutrição. Saiba que o excesso de nitrogênio ingerido é excretado pela urina como uréia, não havendo armazenamento de proteínas no organismo, sendo que alimentos de origem animal contêm grandes quantidades de gorduras saturadas, associado a incidência de hipercolesterolemia. O excesso de proteínas na dieta aumentam o risco de aterosclerose, câncer, doenças renais e osteoporose. A carne vermelha em comparação com a carne branca torna-se mais perigosa pelo fato de sua maior quantidade de gordura e não pelo fato de ser “vermelha”. A deficiência de proteínas pode acarretar em emagrecimento, hipoproteinemia, edema. Em crianças que não são alimentadas adequamente após o desmame, pode aparecer o Kwashiorkor, doença que apresenta complicações como, edema, distúrbios mentais, diarréia, dermatite, hepatomegalia, déficit no crescimento. A ingestão de proteínas deve ser diversificada e moderada!
Por Greice Caroline Baggio.

0 comentários:

Postar um comentário