Google Analytics Alternative

BENEFÍCIOS DO TOMATE.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 0 comentários
Foto: Shutterstock

O fruto vermelho utilizado no preparo de centenas de pratos, além de prático e gostoso, também é conhecido por fazer bem à saúde. Os benefícios do tomate vão além da prevenção do câncer de próstata e por suas propriedades antibacterianas.

A substância que faz do tomate fonte de saúde é o licopeno. “Possui ação antioxidante, reduzindo o efeito dos radicais livres e, consequentemente, afastando o risco de câncer de próstata e mama”, afirma a nutricionista Márcia Dal Médico. A substância dá a cor vermelha ao fruto. Além das propriedades anticancerígenas, evita a oxidação do colesterol ruim (LDL), reduzindo a formação de placas de gordura nas artérias.




Foto: Shutterstock

Outros benefícios do tomate são os nutrientes como o potássio, que participa dos impulsos nervosos, das contrações musculares e dos batimentos cardíacos. Também contém vitamina C, outro nutriente que funciona como antioxidante. O ideal é ingerir o legume pelo menos três vezes por semana.

“Molho de tomate e tomates cozidos oferecem maior proteção contra o câncer, pois o calor libera o licopeno. Se o molho for feito com azeite, a absorção do licopeno aumenta, pois a substância é solúvel em gorduras”, explica a nutricionista Greice Caroline Baggio. Prefira fazer o molho de tomate em casa, pois os industrializados geralmente contêm muito sal. O azeite é rico em gorduras benéficas, que aumentam o bom colesterol e protegem os neurônios.

Confira outros benefícios do tomate:
Faz a sua pele reluzir
O betacaroteno ajuda a proteger a pele dos danos causados pela radiação solar, e o licopeno, composto que dá ao tomate a cor vermelha, faz com que a pele fique menos sensível aos raios UV, causadores de rugas e linhas finas.

Ajuda a construir ossos mais fortes
Graças à vitamina K e ao cálcio contidos na fruta. Já foi comprovado que o licopeno também ajuda a fortalecer a massa óssea.

Ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue
O tomate é uma boa fonte de crômio, que ajuda a manter a glicemia equilibrada.
Foto: Getty Images

Bom para os olhos
A vitamina A contida no vegetal ajuda a melhorar a visão e a prevenir a chamada cegueira noturna e a degeneração macular, principal causa de cegueira em idosos.

Previne pedras nos rins
Desde que se coma o tomate sem as sementes.

Auxilia na perda de peso
Pesquisadores da Universidade de Reading afirmam que os tomates, ricos em um composto chamado licopeno, ajudam as pessoas a se sentirem mais saciadas, por reduzir os níveis dos hormônios do apetite. O grupo testou o efeito de pães enriquecidos com vegetais em 17 mulheres entre 18 e 35 anos. Eles deram às voluntárias sanduíches de pão enriquecido com cenoura ou tomate e recheado com cream cheese.

Fonte: Sportlife.

BISCOITO DE BANANA E AVEIA (SEM AÇÚCAR)

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018 1 comentários
Ingredientes
1 xícara (de chá) de banana nanica amassada (cerca de 2 bananas grandes)
1 xícara (de chá) de aveia em flocos finos
1 colher (de sopa) de óleo vegetal (usei o de coco)
1 colher (de chá) de fermento químico em pó
Canela em pó a gosto (opcional)
1/4 de xícara (de chá) de uvas passas 
1/4 de xícara (de chá) de castanha do Para picadas

Preparo: Pré-aqueça o forno a 180ºC. Em uma vasilha, coloque a banana amassada, a aveia em flocos finos, o óleo vegetal, o fermento, a canela e misture. Se gostar, adicione as uvas passas e as castanhas picadas. Misture bem, até ficar uniforme.

Coloque esta massa com o auxílio de duas colheres sobre uma assadeira forrada com papel manteiga, ou forma antiaderente levemente untada, e leve para assar por 20 minutos ou até ficarem bem sequinhos. Remova com cuidado do papel. Está pronto!

COENZIMA Q10.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018 0 comentários

Coenzima Q10. Você já deve ter reparado que esse nome tem aparecido em muitas propagandas, principalmente de produtos de beleza e nutricosméticos. Pois é. A vitamina Q10, que também é chamada de Ubiquinona (sim, você poderá encontrá-la sob esse nome em algumas embalagens) e que está ficando cada vez mais famosa, é produzida naturalmente pelo nosso corpo, mas também pode ser obtida por meio da alimentação.

Em nosso corpo, os órgãos que apresentam maior concentração de coenzima Q10 são o coração, rins, cérebro e fígado.

Já na dieta, a coenzima Q10 é encontrada em maior concentração nos alimentos como frango, carne bovina e suína, cavala, sardinha, nozes, grão de soja (seco ou cru verde), pistache, brócolis, espinafre, óleos de soja, gergelim, milho e algodão e feijão azuki.

Benefícios da coenzima q10
A Coenzima Q10 não atingiu o topo das vitaminas mais queridas e procuradas à toa. Ela tem muitos benefícios. Vamos conferir alguns deles:
- Pode contribuir na melhora da performance esportiva, devido à produção de energia e vasodilatação, já que melhora o transporte de oxigênio e nutrientes para o corpo, inclusive para o músculo;
- Regulação do crescimento e diferenciação celular;
- Aumento da disponibilidade do óxido nítrico, contribuindo na disfunção endotelial;
- Tem efeito anti-inflamatório;
- Tem ação antioxidante;
- Melhora o aspecto da pele, já que ameniza a flacidez e as rugas – que vamos combinar, ninguém quer ter – pelo menos não tão cedo;
- Auxilia no tratamento e prevenção de doenças cardiovasculares, além de proteger o coração durante cirurgias cardíacas;

A coenzima q10 emagrece?
Sim, a coenzima Q10 pode auxiliar no processo de perda de peso, já que essa vitamina é importante para a queima de gordura acontecer de fato. Contudo, precisamos aliar seu consumo a uma alimentação equilibrada e a hábitos de vida saudáveis.

Quais são os sintomas da deficiência da vitamina q10?
Mesmo sendo produzida pelo nosso organismo, após os 30, 40 anos, é comum apresentarmos deficiência de coenzima Q10. Além disso, outros fatores como a genética e doenças cardiovasculares – principalmente em pessoas que tomam remédio para colesterol (estatina) – podem ocasionar deficiência de coenzima Q10.

Vale ressaltar que a coenzima Q10 obtida por meio dos alimentos não é suficiente para suprir as necessidades do nosso organismo, uma vez que apenas 10% dela é absorvida, por isso é interessante apostar na suplementação de Coenzima Q10.

Dentre os sintomas envolvidos com a deficiência de coenzima Q10, pode-se citar retardo mental, escoliose (encurvamento anormal da coluna vertebral), fraqueza muscular, convulsões, oftalmoplegia (paralisia dos músculos dos olhos) e até mesmo outros problemas mais graves.

Coenzima q10: contra-indicações
Não é indicada para pacientes com hipersensibilidade a coenzima Q10. Além disso, o ideal é sempre consultar um médico ou nutricionista antes de consumir o produto.

Como tomar coenzima q10?
Normalmente, a Coenzima Q10 é encontrada em cápsulas, dessa forma, a dosagem do suplemento deve ser feito por um médico ou nutricionista.

Fonte: Natue.

APRENDA A FAZER 8 PAPINHAS QUE SEU BEBÊ VAI ADORAR.

domingo, 9 de dezembro de 2018 0 comentários
Franguinho desfiado, abóbora, cenourinha, inhame… Hummm, são tantas as combinações que podem ser feitas para o seu bebê, cada uma mais deliciosa e nutritiva que a outra. Pensando nisso, separamos aqui algumas receitas de papinhas de bebê que temos certeza que seu pequeno irá amar!

Cuidar da alimentação de nossos filhos é uma das tarefas mais importantes do dia a dia das mães, por isso é preciso atenção na hora da escolha e preparação das refeições diárias dos bebês. Por isso é fundamental saber escolher bem os ingredientes na hora da preparação.

As papinhas de bebê por muito tempo são as refeições principais e por isso, é fundamental definir um cardápio apetitoso e nutritivo para seu filho, afinal oferecer a mesma receita todos os dias pode fazer com que os pequenos acabem enjoando do mesmo sabor.

Ao contrário do que muitas mães acham, as papinhas de bebê não precisam ser sem graça, você pode preparar muitas receitas deliciosas que tenho certeza que deixarão o seu bebê com água na boca.

O segredo para tudo isso, é apenas variar as combinações dos ingredientes, para garantir uma nutrição infantil balanceada. Existem alguns alimentos curingas, que você pode utilizar e soltar sua imaginação na hora de preparar uma refeição rica em vitaminas e fibras, conheça alguns deles:

Frango/Carne


O frango é uma ótima fonte de proteína, além disso tem um alto teor de ferro, que é fundamental para evitar o surgimento de anemias. A carne também é rica em vitaminas do complexo B, fundamentais para fortalecer a imunidade dos pequenos.

Na hora da escolha da carne, o recomendável é que você opte pelas opções orgânicas, pois estas são livres de antibióticos e hormônios, que não fazem nada bem para o crescimento das crianças, sendo um dos ingredientes mais fundamentais para a preparação para as papinhas de bebê.
Batata Doce


A batata doce é um alimento extremamente rico em vitaminas B6 e C, em betacaroteno e manganês, que juntos atuam como um poderoso anti-inflamatório natural. Além disso, o tubérculo tem um nível bem alto de potássio, fundamental para o desenvolvimento e fortalecimento dos músculos no crescimento, sem contar que este ingrediente dá um gostinho diferente nas papinhas de bebê.

Cenoura


Assim como a batata doce, a cenoura também possui um grande número de betacaroteno, que quando é enviado para o fígado é transformado em vitamina A, vitamina essa vital para a proteção dos olhos, contra doenças relacionadas à retina.

É claro que existem outros alimentos que podem e devem ser utilizados durante a preparação das papinhas de bebê, esses citados, são apenas aqueles curingas que ao serem combinados com os demais garantem uma refeição com altos índices de nutrição.

Para te ajudar a sair da rotina, separamos aqui 10 receitas super nutritivas e apetitosas para o seu filho, com esses e outros ingredientes. Confira!

1. Carne + Abóbora + Batata + Couve

Ingredientes

1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de carne moída (com pouca ou de preferência, nenhuma gordura);
1 batata cortada em pequenos cubos;
2 colheres (sopa) de abóbora cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de couve triturado.

Modo de Preparação

Leve o óleo em uma panela até que este aqueça, e em seguida adicione a cebola e refogue junto com a carne moída. Na sequência adicione a batata e a abóbora, despeje a água, tampe e deixe que cozinhe até que todos os ingredientes estejam quase desmanchando e com um pouco de caldo.

Por último, adicione o couve e deixe por mais 5 minutos, retire do fogo, amasse bem com auxílio de um garfo e sirva.

2. Carne + Beterraba + Batata Doce + Couve Flor

Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de carne moída (com pouca ou de preferência, nenhuma gordura);
1 batata doce cortada em pequenos cubos;
½ beterraba cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de couve flor bem picado.

Modo de Preparação

Aqueça o óleo na panela e adicione a cebola e a carne moída, após refogar por alguns minutos, adicione a batata doce, a beterraba e a água, tampe a panela e deixe cozinhar até que os alimentos estejam bem molinhos e com um pouco de caldo.

Adicione o couve flor, e deixe cozinhar por aproximadamente 5 minutos. Amasse com o auxílio de um garfo e sirva essa papinha de bebê deliciosa.

3. Frango + Mandioquinha + Beterraba + Escarola


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de frango desfiado;
1 mandioquinha cortada em pequenos cubos;
½ beterraba cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de escarola picada.

Modo de Preparação

Aqueça o óleo em uma panela grande, adicione a cebola e o frango e refogue bem. Na sequência adicione a mandioquinha, a beterraba, a água, e tampe a panela até que todos os ingredientes cozinhem bem e estejam bem macios e com um bom caldo.

Em seguida adicione a escarola e deixe cozinhando por mais 5 minutos, depois desligue, amasse bem e sirva. Essa é uma das papinhas de bebê preferidas dos pequenos.

4. Carne + Fubá + Cenoura + Couve


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de carne moída (com pouca ou de preferência, nenhuma gordura);
2 colheres (sopa) de fubá;
½ cenoura cortada em pequenos cubos;
2 colheres (sopa) triturado;
1 litro de água;
½ xícara de água gelada e filtrada.

Modo de Preparação

Leve o óleo em uma panela para aquecer e adicione a cebola e a carne moída para refogar os ingredientes. Acrescente a cenoura e a água, e tampe a panela para que tudo cozinhe bem, até que os alimentos estejam bem macios e com um caldo consistente.

Adicione a água gelada e o fubá, mexa bem até dissolver e até que o caldo fique bem encorpado e adicione o couve, deixando cozinhar por mais 5 minutos, caso seja necessário pode adicionar mais água.

Amasse todos os ingredientes e sirva.

5. Frango + Batata + Beterraba + Chuchu + Acelga


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de frango desfiado;
½ batata cortada em pequenos cubos;
2 colheres (sopa) de beterraba cortada em pequenos cubos
2 colheres (sopa) de chuchu cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de acelga triturada.

Modo de Preparação

Aqueça o óleo em uma panela em conjunto com a cebola e o frango, e refogue bem. Adicione a batata, a beterraba, o chuchu e água, tampe a panela e deixe que tudo cozinhe bem até que os alimentos estejam macios e com um caldo consistente.

Acrescente a acelga e deixe cozinhando por mais 5 minutos, em seguida amasse os ingredientes com auxílio de um garfo e sirva.

6. Frango + Arroz + Ervilha + Cenoura + Espinafre


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de frango desfiado;
1 colher (sopa) de arroz crú e higienizado;
1 colher (sopa) de ervilha fresca;
½ cenoura cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de espinafre triturado.

Modo de Preparação

Leve o óleo, a cebola e o frango ao fogo e deixe que tudo refogue bem para apurar o sabor, em seguida adicione o arroz, a ervilha, a cenoura e água, e tampe a panela deixando que os ingredientes cozinhem até que estejam macios e com um caldo consistente.

Adicione o espinafre, deixando que cozinhe por mais 5 minutos e desligue na sequência. Amasse bem todos os ingredientes e sirva para o bebê.

7. Frango + Abóbora + Macarrão + Ervilha + Couve Flor


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
2 colheres (sopa) de frango desfiado;
1 colher pequena de cebola picadinha;
3 colheres (sopa) de abóbora cortada em pequenos cubos;
1 colher (sopa) de macarrão de letrinhas;
2 colheres (sopa) de ervilha fresca;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) couve flor bem picadinho.

Modo de Preparação

Adicione em uma panela grande o óleo, a cebola e o frango e refogue bem, em seguida adicione a abóbora, a ervilha, o macarrão e a água, e tampe a panela até que todos os ingredientes estejam bem molinhos e com uma boa quantidade de caldo.

Adicione o couve flor, e deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos, desligue, amasse bem todos os alimentos e sirva.

8. Carne + Mandioquinha + Cenoura + Couve Flor


Ingredientes
1 colher pequena de óleo de girassol;
1 colher pequena de cebola picadinha;
2 colheres (sopa) de carne moída;
1 mandioquinha cortada em pequenos cubos;
½ cenoura cortada em pequenos cubos;
1 litro de água;
2 colheres (sopa) de couve triturado.

Modo de Preparação

Aqueça o óleo em uma panela e adicione a cebola e a carne moída e refogue tudo bem. Adicione a mandioquinha, a cenoura, a água e tampe a panela para que tudo cozinhe bem até que estejam macios.Acrescente o couve e deixe cozinhar por mais 5 minutos, desligue, amasse tudo e sirva.

Viu quantas receitas de papinhas de bebê fáceis e super nutritivas para o seu filho? Você pode também fazer suas próprias criações, basta soltar a imaginação e observar os alimentos preferidos dos pequenos.

BISCOITO SAUDÁVEL DE AVEIA E TÂMARAS (SEM AÇÚCAR). PARA CRIANÇAS.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018 0 comentários
Cada vez mais pais se preocupam com a alimentação de seus filhos e preferem preparar biscoitos caseiros para bebês e crianças em vez de comprar no supermercado. Essa é uma excelente opção para controlar os ingredientes que vão nos biscoitos e ainda reduzir o consumo de açúcar. Se você se identifica com essa escolha, fique conhecendo esta receita de biscoito saudável para bebê que é também uma opção de snack saudável para adulto. Com ingredientes simples, sem açúcar, sem lactose e sem ovo você vai ficar surpreendido! 

Ingredientes:
1½ xícaras de farinha de aveia
15 unidades de tâmara sem açúcar
4 colheres de sopa de leite vegetal
3 colheres de sopa de polvilho doce
2 colheres de sopa de coco ralado (opcional)
1 colher de sopa de azeite ou óleo de coco
1 colher de chá de bicarbonato de sódio


Passos a seguir para fazer esta receita:

1 Para fazer essa receita de biscoitos saudáveis comece por reunir os ingredientes. Coloque as tâmaras de molho em água quente por 10-15 minutos, para que fiquem bem macias.


2 Após o tempo indicado coloque todos os ingredientes em um robot ou processador de cozinha, incluindo as tâmaras descaroçadas e cortadas em pedaços. Bata tudo muito bem em velocidade alta por 1-2 minutos.

3 O resultado deverá ser uma massa consistente e fácil de modelar. Se a massa ainda estiver muito seca, significa que as tâmaras ainda não trituraram o suficiente para dar liga. Bata por mais alguns minutos e, se necessário, adicione um pouco da água em que estiveram demolhando.

Dica: Bata muito bem a massa para evitar que o bebê se engasgue com pedaços.

4 Modele a massa em forma de bola, coloque em uma tigela e reserve na geladeira por 20 minutos, para ficar mais consistente e conseguir cortar em forma de biscoito. Aproveite para ligar o forno a 180ºC.

5 Este é o passo divertido em que os bebês ou crianças podem ajudar! Coloque a massa em uma folha de plástico filme e cubra com outra. Usando um rolo abra bem a massa até ficar com cerca de 5mm e corte usando um cortador de biscoito ou copo. Coloque em um tabuleiro de forno com papel manteiga e asse a 180ºC por 15-20 minutos.

Fonte: Tudo receitas.

NUTRIENTES DA LENTILHA.

0 comentários
A lentilha é de origem asiática e entre as classificações nutricionais ela participa da família das leguminosas junto aos feijões, grão de bico e soja, sendo um ótimo substituto para o dia a dia. Neste artigo você vai aprender como fazer lentilha, benefícios e como consumir. É super fácil, confira!

Lentilha: benefícios
A lentilha é uma boa fonte de proteínas e assim como o arroz com feijão formam uma dupla maravilhosa, o arroz com a lentilha também se casam.

Isso porque a lentilha contém lisina, um aminoácido essencial deficiente no arroz, e o arroz por sua vez é rico em metionina e cisteína, aminoácidos deficientes na lentilha. A junção dos dois resulta em uma excelente fonte de proteína de alto valor biológico, ideal para o crescimento e manutenção das células.

Rica em fibras e carboidratos de absorção lenta, a lentilha oferece alto poder de saciedade por retardar a digestão e absorção. Além de contribuir para o funcionamento adequado do intestino.

Fonte de ferro, a lentilha pode ser uma aliada na prevenção e tratamento de anemia. Mas atenção: para que o ferro presente na lentilha seja absorvido adequadamente pelo nosso corpo, é necessária a ajuda da Vitamina C, presente nas frutas cítricas (laranja, acerola, limão, morango, abacaxi).

Além disso, a lentilha é fonte de vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, potássio e magnésio, micronutrientes importantes para que o nosso corpo trabalhe adequadamente e fique bem nutrido.

Lentilha engorda?
Assim como qualquer alimento em excesso pode causar ganho de peso, a lentilha também funciona assim. O que acontece é que a lentilha é um alimento que oferece poucas calorias e quase nada de gordura, além de conter fibras, proteína e carboidratos de lenta absorção que aumentam a saciedade e tornam mais difícil o ganho de peso.

Lentilha: como fazer?
Para cozinhar a lentilha não é necessária panela de pressão, porque o grão cozinha muito mais rápido que os feijões.

Dica: Para melhorar a absorção dos nutrientes, é necessário deixar a lentilha de molho por cerca de 8 horas, trocando a água pelo menos de 2 a 3 vezes nesse período.

INGREDIENTES
• 1 xícara (chá) de lentilha;
• 4 xícaras (chá) de água;
• 1 cebola;
• 2 dentes de alho;
• 1 colher (sopa) de azeite;
• 1 folha de louro;
• Sal e pimenta-do-reino a gosto.

MODO DE PREPARO
1 Pique a cebola e o alho;
2 Em uma panela, refogue em fogo médio a cebola e o alho com azeite;
3 Quando começar a dourar, adicione o louro e a lentilha;
4 Tempere com sal, pimenta-do-reino e/ou algum outro tempero de sua preferência e misture bem;
5 Regue com a água e, quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, com a tampa entreaberta;
6 Quando ficar pronto, é só servir.

Como consumir?
Você pode consumir no lugar do feijão, com a clássica combinação com arroz. É uma ótima opção para saladas, em que você pode temperar com limão e azeite, garantindo a absorção do ferro. E para os dias frios, uma sopa de lentilha cai muito bem.

Fonte: Natue.

BENEFÍCIOS À SAÚDE DOS ALIMENTOS FERMENTADOS.

0 comentários

Os alimentos fermentados fazem parte da nossa alimentação, muitas vezes sem percebermos, como é o caso de pães, do vinho e da cerveja. A fermentação de alimentos é um processo antigo, realizado por diferentes culturas para conservar alimentos e para melhorar a saúde de forma geral.

Trata-se de um processo que utiliza micro-organismos como bactérias benéficas, bolores ou leveduras para degradar proteínas e açúcares, alterando o sabor e a textura dos alimentos.

No entanto, alguns alimentos fermentados ganharam popularidade nos últimos tempos devido aos benefícios que oferecem para nossa saúde. Quer saber quais são eles?
principais alimentos fermentados
Tempeh: é uma massa branca compacta muito consumida por vegetarianos e veganos, obtida a partir de sementes de soja, ervilha e outros grãos fermentados pelo fungo do gênero Rhizopus.
Kimchi: hortaliças fermentadas típicas da culínária coreana.
Kombucha: é uma bebida feita a partir de chá, principalmente preto ou verde, adicionado de uma cultura de bactérias e leveduras e açúcar, sofrendo fermentação.
Kefir: é obtido através da adição da cultura ao leite de vaca, búfala, cabra ou ovelha, processo que reduz o teor de lactose, pois as bactérias e leveduras consomem o açúcar do leite. Possui aparência semelhante à do iogurte.

Também existe o kefir de água, que pode ser adicionado a água ou água de coco.
Chucrute ou sauerkraut: prato comum na culinária alemã, feito a partir de repolho.
Missô: é uma pasta de soja fermentada, frequentemente utilizada na culinária oriental
Natto: é um prato típico japonês, que consiste no grão de soja fermentado
Iogurte natural
Queijos de ovelha ou cabra não pasteurizados
Vinagre orgânico de maçã
a importância da microbiota intestinal

A importância do intestino vai muito além da digestão dos alimentos. Hoje em dia, muitos pesquisadores referem-se ao intestino como o segundo cérebro, pois grande parte da produção de serotonina ocorre nesse órgão.

Um equilíbrio entre bactérias probióticas (consideradas do bem) e patógenas é essencial para manutenção do bem-estar físico, mental e emocional, podendo ajudar a prevenir doenças, entre elas o diabetes do tipo 2, e o desenvolvimento de distúrbios com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), dificuldades de aprendizagem e autismo em crianças. Ainda, os probióticos podem ajudar a combater a obesidade.

Quais os benefícios dos alimentos fermentados?
Além de equilibrar a microbiota intestinal, o consumo de alimentos fermentados oferece outros benefícios:

– Facilitam a digestão dos alimentos, pois os micro-organismos fermentadores degradam açúcares e proteínas em moléculas menores.

– Aumentam a biodisponibilidade de nutrientes, pois no processo de fermentação muitos fatores antinutricionais são degradados. Além disso, a fermentação pode aumentar a concentração de vitaminas e minerais.

– Melhoram a imunidade, pois alimentos fermentados são ricos em bactérias probióticas, essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico da mucosa do sistema digestório, ajudando na produção de anticorpos que combatem agentes patogênicos.

– Favorecem o processo de detoxificação, pois os alimentos fermentados são excelentes quelantes de toxinas e metais pesados, facilitando sua eliminação pelo organismo.

– Auxiliam a modular o humor, podendo prevenir ou tratar depressão e ansiedade.

– Contribuem para a reposição da microbiota intestinal após o uso de antibióticos.

Além disso, os alimentos fermentados podem oferecer uma diversidade e uma quantidade maiores de probióticos do que os suplementos, por um preço mais baixo.

Por outro lado, a suplementação garante a qualidade das cepas de micro-organismos, e permite que você saiba exatamente quais bactérias está ingerindo.

Como adicionar alimentos fermentados à alimentação?
O ideal é que você introduza esses alimentos aos poucos para que sua microbiota intestinal tenha chance de se adaptar. Comece com porções pequenas e vá aumentando gradativamente até chegar a meia xícara de chá.

Também é importante ingerir uma variedade de alimentos e bebidas fermentadas, pois cada um deles possui uma diferente combinação de micro-organismos.

Fonte: Natue.

HORA DE IR AO SUPERMERCADO? VEJA AS DICAS PARA COMPRAS SAUDÁVEIS.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018 0 comentários
A geladeira e os armários vazios ou a falta de um ingrediente na hora de preparar uma receita são sinais de que você precisa ir ao supermercado. Muitos não se importam em realizar esta tarefa, já para outros é algo extremamente cansativo, mas o fato é que, não há escapatória. Então leia atentamente as nossas dicas e vamos às compras!

1) Antes de sair de casa faça uma lista com tudo que precisa comprar e guie-se por ela no supermercado, assim você evitará compras de alimentos desnecessários.

2) Não vá ao supermercado com fome, pois dessa maneira fica difícil controlar o impulso de comprar alimentos calóricos e gordurosos.

3) Leia os rótulos dos produtos. Lá você encontra informações importantes, a respeito dos ingredientes contidos nos alimentos, como "contém glúten" teor calórico dos alimentos, quantidade de nutrientes, vitaminas e minerais. Muito cuidado com os alimentos "diet" e "light", pois nem sempre são melhores opções, além de serem mais caros. Compare com o produto convencional e veja se vale a pena, de acordo com o que você deseja.

4) Fique atento ao prazo de validade dos alimentos, principalmente se eles estiverem em promoção ou com um preço muito abaixo do normal, pois, muitas vezes nestas situações, os alimentos estão com a data de validade próxima do vencimento.

5) Varie a alimentação. Aproveite os lançamentos de produtos para não cair na rotina de comer sempre a mesma coisa. Pesquise novos produtos nas prateleiras. A cada dia surgem novidades.

6) Prefira os produtos naturais aos industrializados. Evite comprar pratos prontos, prefira prepará-los em casa, assim você terá pratos mais saudáveis.

7) Compre muitas frutas para fazer sucos. Eles são mais saborosos e saudáveis que os industrializados. Caso você tenha que optar pelos sucos industrializados, prefira as versões light ou sem açúcar.

8) Se possível, deixe para comprar as verduras e legumes nas feiras livres, em que as hortaliças são mais fresquinhas e você tem mais variedade de tipos e preços.

9) Compre temperos e especiarias naturais, como manjericão, alecrim e orégano, para dar mais sabor aos pratos. Dispense molhos gordurosos e engordativos. Eles acrescentam muitas calorias nas preparações. Uma salada aparentemente inofensiva, mas cheia de molho, pode conter calorias demais.

10) Evite passar no corredor de doces e salgadinhos, pois com as guloseimas a vista fica mais difícil resistir às tentações. Caso você more com outras pessoas que fazem questão destes alimentos, compre uma quantidade pequena. Cuidado com as bolachas recheadas, pois fornecem muitas calorias, além da maioria conter gordura trans em sua composição.

11) Observe o estado da embalagem dos produtos. Fique atento com qualquer alteração, como caixa amassada, lata estufada, vidro trincado ou plástico perfurado. Escolha outro produto que esteja com a embalagem íntegra.

12) Verifique nos produtos congelados, se na superfície existem placas de gelo encobrindo a embalagem. Caso isso ocorra, evite levar o produto, pois é sinal de que o mesmo foi descongelado e por algum motivo novamente congelado.

13) Deixe sempre os alimentos resfriados ou congelados por último. Com isso, eles ficarão um tempo menor expostos à temperatura ambiente e com risco menor de contaminação ou deterioração.

14) Prefira os alimentos em água e não em óleo, o valor calórico destes últimos é muito maior, além de conter alta concentração de gorduras.

15) Opte pelos pães com fibras, pois são mais nutritivos, auxiliam no bom funcionamento do intestino. Existem vários pães integrais, de centeio, e outros, na versão light, com menos calorias.

16) Dê preferência às carnes magras e brancas, as quais possuem menos gorduras, são mais saudáveis e consequentemente possuem menos calorias.

17) Quanto mais amarelo for o queijo, maior quantidade de gorduras e mais calorias, portanto prefira os queijos brancos, requeijão light. Dê preferência aos leites e iogurtes desnatados, são menos calóricos e tem menor teor de gordura.

18) Se você não consegue ficar sem refrigerante, opte pelos lights. Mas não se esqueça que o ideal é evitar o consumo excessivo de qualquer refrigerante. Prefira beber água, sucos de frutas naturais, água de coco e chás.

19) Tanto no carrinho como na hora de embalar, evite misturar produtos de limpeza com alimentos. Ao colocar no carrinho, já separe por gênero: produtos de limpeza, higiene pessoal, comestíveis, etc.

20) Se você faz suas compras mensalmente, cuidado na hora de armazenar as compras quando chegar em casa. Coloque os alimentos da compra anterior na frente, para serem consumidos primeiro, já que a data de validade está mais próxima do vencimento, deixe os novos para serem consumidos por último, assim você evita prejuízos.

21) Após realizar as compras, procure ir direto para casa. Evite ficar muito tempo com as compras no carro. Principalmente no verão, quando a temperatura está muito quente, colocando em risco a integridade dos alimentos perecíveis, resfriados e congelados. 


Super dica para economizar nas compras online:

Se você gosta de comprar online eu recomendo usar cupons de descontos! O site CUPOM VALIDO oferece inúmeros cupons (gratuitos) com descontos, em uma variedade de lojas online, basta procurar a loja que você vai comprar no site CUPOM VALIDO e ver se tem um cupom disponível.