Google Analytics Alternative

4 NUTRIENTES ESSENCIAIS ÀS MULHERES.

segunda-feira, 30 de maio de 2011 1 comentários
Há quatro nutrientes que ajudam a evitar
a doença e a manter-nos saudáveis:


As mulheres são diariamente bombardeadas com publicidade sobre fármacos para obter melhor saúde. Esqueçam o fast-food, a soja, e os cereais integrais. Há quatro nutrientes que ajudam a evitar a doença e a manter-nos saudáveis:

• Ácido alfa-linolénico (ALA). O “estudo das enfermeiras” seguiu mais de 76 000 mulheres durante 16 anos. Ele mostrou que as mulheres que consumiam mais ALA – um óleo ómega-3 – tinham uma redução de 21% no risco de doença cardiovascular (o assassino n.º 1 das mulheres) e menos 46% de risco de morte súbita. Isto ainda se torna mais real quando consumimos os ácidos gordos ómega-3 EPA e DHA – que são produtos avançados do ALA, e encontrados nos óleos de peixe. É que alguns de nós têm uma taxa de conversão ALA/EPA muito baixa.

• Magnésio. A maioria das mulheres não obtém a quantidade necessária deste importante mineral. As mulheres com insuficiência em magnésio podem ter ansiedade, depressão, fadiga, cores de cabeça ou cãibras musculares. Níveis baixos também podem contribuir para a diabetes e morte súbita (41%). A suficiência em magnésio – 400 mg diários – permite uma boa gestão do cálcio, e ossos saudáveis.

• Testosterona. A ideia de que a testosterona não tem cabimento na vida das mulheres não só está errada, como é perigosa. Quando os seus níveis estão baixos as mulheres sentem-se em baixo, menos motivadas, cansadas, sem motivação, e com pouco ou nenhum interesse em coisas que as fazem sentir bem, incluindo sexo. A testosterona – e NÂO o cálcio – induz a formação óssea.

• Metionina. Este aminoácido é particularmente importante para as mulheres porque melhora o tono da pele e condiciona o cabelo; fortalece as unhas; desintoxica os tecidos; ajuda a quebrar a gordura e ajuda a combater a depressão. Os ovos são a grande fonte deste aminoácido, mas o atum, o bife, o peru e as nozes do Brasil também têm boas quantidades. Precisamos de pelo menos 3 gramas diários.

Fonte: Texto de Dr. Luiz Romariz. QUATRO NUTRIENTES ESSENCIAIS, MAY, 2011.

OBTENHA SAÚDE COM 5 ALIMENTOS ANTIOXIDANTES.

0 comentários
Existem certos alimentos que contêm uma quantidade
 excepcionalmente grande em antioxidantes.
ANTIOXIDANTES são nutrientes poderosos que prevenir, reduzir, atrasar ou reparar os danos oxidativos às células do nosso corpo causados ​​pelos radicais livres.

A presença de radicais livres pode resultar em câncer, acidente vascular cerebral, problemas cardíacos, envelhecimento precoce, e muitas outras doenças degenerativas. Células não funcionam corretamente quando os radicais livres as afetam.
Os radicais ocorrem em nosso metabolismo naturalmente, mas eles também são formados por influências ambientais, como poluição, fumaça do cigarro dos outros, radiação e agrotóxicos. Existem certos alimentos que contêm uma quantidade excepcionalmente grande em antioxidantes. Aqui estão cinco dos alimentos antioxidantes:

* CAFÉ
Café possui propriedades antioxidantes do ácido clorogênico e ácido cafeico que são eficazes na prevenção de câncer de cólon e reto. Eles podem melhorar o humor, bem como auxiliar na função dos vasos sanguíneos. Para as mulheres o consumo de café pode reduzir risco de AVC quase pela metade. Estudos também estão em andamento para determinar a conexão entre beber café e prevenção de diabetes e doença de Parkinson. O consumo de café descafeinado também pode aliviar dores de cabeça.

* CHÁ BRANCO
Pesquisas indicam que o chá branco oferece ainda mais benefícios do que se pensava inicialmente, e que contém mais antioxidantes que qualquer outro chá (mais do que o chá verde sempre popular). O chá branco é especialmente eficaz em retardar o processo de envelhecimento, e mesmo para diminuir a pressão arterial.

* CHOCOLATE
Os flavonóides do chocolate têm potentes propriedades antioxidantes que podem proteger contra doenças degenerativas. Pesquisas demonstram uma associação entre níveis elevados de flavonóides no sangue e um risco reduzido de doenças cardíacas, diabetes tipo 2, asma e alguns tipos de câncer. Os benefícios antioxidantes estão no cacau bruto em si, portanto, o chocolate escuro é mais eficaz do que o chocolate de leite, pois contém uma maior concentração de cacau.

* ARROZ PRETO
Estudos têm mostrado que o arroz preto possui antioxidantes (antocianinas) que são benéficos para o cérebro, e podem melhorar a memória, e atraso declínio mental no envelhecimento, bem como ajudar a prevenir doenças cardíacas e câncer. Contendo ainda mais antioxidantes do que os mirtilos, o arroz preto é também conhecido pelas suas propriedades anti-inflamatórias.

* MIRTILO
O mirtilo é conhecido como uma excelente fonte de antioxidantes fenólicos. Os nativos americanos em Maine consumiam mirtilos por suas propriedades de cura poderoso. Em 2007, pesquisadores descobriram que mirtilos (blueberries) também pode desacelerar o aparecimento de Alzheimer. Mirtilo também foi mostrados para reduzir o colesterol, prevenir infecção urinária, reduzir o açúcar no sangue, pressão arterial e aliviar os sintomas de depressão.

Fonte: Texto traduzido em Natural news, Find health with five of the top antioxidant foods, December, 2010. Autor Elizabeth Walling.

COMEMOS MAIS DO QUE O QUE PENSAMOS.

sexta-feira, 27 de maio de 2011 0 comentários
Cerca de 10% da população encara um destino cruel devido à
 ingestão excessiva de comida. • Isto resulta em aumento brutal do risco de AVC,
diabetes e doença cardiovascular.

Cerca de 10% das pessoas maiores do que 20 anos enfrentam os riscos letais do consumo excessivo de calorias , não fazendo a mínima ideia do quanto estão a estragar a sua saúde e a encurtar a sua longevidade.

Podemos ficar surpresos com estas pessoas pois são magras e aparentemente saudáveis. Muitas delas até aderiram a um programa de dieta e exercício físico, mas de acordo com uma analise exaustiva efectuada pela Clínica Mayo elas ainda estão a ingerir calorias em excesso, as quais não são capazes de utilizar . Claro que já sabem que a minha opinião vai contra o conceito nutricional de calorias, que as ditas não são todas iguais, mas podemos adoptar o conceito das calorias por uma questão de raciocínio geral. As consequências fatais podem incluir:

• O quadruplo dão risco de s. metabólico
• Aumento do risco de doença cardiovascular, e o dobro do risco de morte por causa cardíaca nas mulheres
• Hipertensão nos homens
• Anormalidades nas lipoproteinas (colesterol)

O moderno flagelo do super consumo alimentar é um fator de risco independente para virtualmente qualquer doença relacionada com o envelhecimento – desde o cancro, à aterosclerose, à artrite e à demência. A restrição calórica é uma filosofia de alimentação na qual se ingerem poucas calorias, mas com um aporte nutricional correcto. Reduzindo dramaticamente a ingestão de calorias inicia-se uma cascata de eventos anti-envelhecimento que “liga” os genes favoráveis ao rejuvenescimento, abrandando o processo de envelhecimento. A restrição calórica também melhora os biomarcadores de saúde nomeadamente a função cognitiva (pensamento), o controlo glicémico e o desempenho cardiovascular. Sendo certo que é difícil seguir um plano alimentar centrado na restrição calórica, felizmente há uma serie de substancias que mimetizam os seus efeitos e benefícios. A mais recentemente descoberta, a fisetina – oriunda dos morangos – é um desses compostos. Ela aumenta os níveis de glutatião (o nosso antioxidante major) bloqueia a glicação (processo principal do envelhecimento) protege o ADN, controla a inflamação e apoia as mitocôndrias (central energética celular), bem como outros constituintes celulares. Outros nutrientes como o resveratrol (vinho tinto), pterostibeno, extracto de grainha de uva, quecertina, e chá preto têm capacidade de activar os genes da longevidade. Sabemos que a melhor maneira de activar estes genes, para além da restrição calórica, é a suplementação com a metformina (fármaco usado na diabetes). Resumindo:

• Cerca de 10% da população encara um destino cruel devido à ingestão excessiva de comida.
• Isto resulta em aumento brutal do risco de AVC, diabetes e doença cardiovascular.
• Os nutrientes capazes de atuar sobre esta patologia fazem-no por formas diferentes sendo portanto sinérgicos.

Fonte: Texto de Dr. Luiz Romariz, COMEMOS MAIS DO QUE O QUE PENSAMOS, MAY, 2011.

Reflita!

0 comentários

Fonte: Darlei Simioni, ADMINISTRADOR, CONSULTOR, PALESTRANTE, EMPRESÁRIO. Acesse o blog e saiba mais.

Entrevista Dra Ritz no Programa de Olga Bongiovanni - parte 1

quinta-feira, 26 de maio de 2011 1 comentários


Seja ativo em relação à saúde, busque orientações, não seja passivo às doenças.

FRASE SENSACIONAL!

0 comentários

Enriqueça o seu mundo! Acesse o blog, lá você encontra mais excelentes citações e tudo sobre o mundo dos negócios!

Fonte: Darlei Simioni, ADMINISTRADOR, CONSULTOR, PALESTRANTE, EMPRESÁRIO.

AÇAÍ.

0 comentários

COLESTEROL: MOCINHO OU VILÃO? SERÁ MESMO A CAUSA DE AVC?

0 comentários
O Equilíbrio Nutricional, adequando
carbodratos, proteínas e lipídeos de qualidade
 é a chave ao controle do colesterol.
COLESTEROL: MOCINHO OU VILÃO?
É frequente ver doentes assustados com os valores do seu colesterol, especialmente quando estão a tomar estatinas (sinvastatina, crestor, zarator, etc.) e o malandro teima em não baixar. Segundo a "voz corrente" estamos em perigo iminente de um ataque cardíaco, e há que fazer baixar o colesterol a bem ou a mal.

Como já referi várias vezes, o colesterol é um precioso constituinte do nosso corpo, faz parte das membranas celulares, da vitamina D, e da maioria das hormonas. Sem ele não podíamos existir. Então e o ataque cardíaco? E a trombose cerebral?

Todo o nosso entendimento acerca deste assunto assenta na teoria lipídica em que o colesterol foi associado à doença cardiovascular e à obesidade. Mas o grande estudo que teima em comandar toda a nossa nutrição moderna está profundamente falseado, e portanto errado.

Mas voltemos ao colesterol!
O colesterol total reflete a soma de todos os tipos de colesterol; bons, maus e assim-assim. Desta forma nada nos diz. Pode estar muito alto e as fracções más estarem baixas, o que é bom. Pode estar muito baixo e as fracções más estarem altas, o que é muito mau. Basicamente há dois tipos de colesterol: o HDL ou bom colesterol - que retira o colesterol dos tecidos, nomeadamente das artérias, e o devolve ao figado impedindo assim a possivel formação de placa aterosclerótica - e o LDL que é levado do fígado aos tecidos, nomeadamente às arterias.

Mas neste tipo de colesterol apenas é perigoso o padrão B em que as partículas são pequenas e densas. Estas é que são aterogénicas. Ora é precisamente sobre estas que as estatinas não actuam. Irónico, não é? Nestas actuam os derivados da niacina ou vitamina B3.

Então o que fazer? Em primeiro lugar, é preciso sabermos como se formam estas partículas maléficas. Elas são derivadas do metabolismo do açúcar (pão, massa, batata, etc.) mais propriamente do açúcar de mesa ou sacarose, e particularmente da frutose (refrigerantes, sumos de fruta natural, etc.). Então agora já ficamos a saber o que fazer. A escolha é de cada um de nós, bem como a respectiva saúde. E então o colesterol HDL, o tal que é bom? Este pode aparecer sob a forma de duas fracções, uma boa e outra mais ou menos. É assim como se numa esquadra de polícia tivéssemos muitos agentes, mas uma parte fosse corrupta. Quantidade não é qualidade.

Em suma, e para deixarem de ficar assustados, calcule o quociente entre os triglicéridos e o HDL. Se for cerca de 1, agradeça aos Deuses. Se estiver compreendido entre 1 e 2, agradeça aos Anjos. Se for maior do que 3, não culpe o Diabo, culpe-se a si mesma...

O COLESTEROL ELEVADO NÃO É CAUSA DE AVC, MAS OS HIDRATOS DE CARBONO TALVEZ
Você estará provavelmente familiarizada com a ideia de que o colesterol elevado é causa de doença cardiovascular. A teoria é que altos níveis de colesterol causam depósitos no interior das artérias e à volta do coração. Se uma ou mais artérias ficarem bloqueadas completamente, o coração sofrerá um enfarte. O estreitamento arterial também pode ocorrer nas artérias que levam sangue ao cérebro. O entupimento destes vasos causa um AVC. Actualmente, há muito pouca evidência sobre a relação entre os níveis de colesterol e o risco de doença cardiovascular. Um estudo publicado recentemente nos Anais de Neurologia, avaliou 14000 pessoas durante cerca de 30 anos. Foi avaliada a relação entre colesterol e AVC e os resultados mostraram que:

•Não há qualquer relação nas mulheres
•Não há risco para os homens a menos que o colesterol total seja maior do que 350 mg/dl

Por outras palavras, houve pouca relação entre colesterol e AVC. O estudo também analisou a relação entre os triglicerideos e o AVC. O resultado foi que quanto mais alto os seu níveis maior era o risco de AVC. Então de onde provêm os TG? São produzidos no fígado a partir dos hidratos de carbono (HC), especialmente dos HC de elevado índice glicémico como o açúcar, o pão, as batatas, etc.

É sabido que as pessoas são estimuladas a ajustar a sua alimentação para pouca gordura e maior consumo de hidratos de carbono

Fonte: colesterol: COLESTEROL: ANJO OU DEMÓNIO?, colesterol e AVC, O COLESTEROL ELEVADO NÃO É CAUSA DE AVC – MAS OS HIDRATOS DE CARBONO TALVEZ. Texto de Dr. Luiz Romariz.

ALIMENTOS EM CASOS DE INFECÇÃO URINÁRIA.

quarta-feira, 25 de maio de 2011 1 comentários
Você pode misturar o suco de mirtilo com suco de cranberry
 puro para aproveitar o poder de cura de ambos.


O tratamento caseiro para a infecção do trato urinário (ITU) é muitas vezes suficiente para resolver o problema se os métodos adequados são utilizados de forma consistente. Na verdade, usar métodos naturais para tratar uma infecção urinária no primeiro sinal de sintomas pode ajudar a prevenir uma infecção mais graves.

Os sintomas mais comuns de infecção do trato urinário incluem:
- Vontade de urinar mais frequentemente;
- Diminuição da quantidade (volume) de urina;
- Dor durante e após a micção (geralmente uma sensação de queimação ou ardor)
Os sintomas mais graves infecção do trato urinário incluem febre, náuseas, vômitos e constante dor na região abdominal.

Naturais remédios para infecção do trato urinário (ITU)
Cranberry: Talvez a mais conhecida solução UTI, cranberries têm sido valorizadas pela sua habilidade em limpar à infecção do trato urinário. Um estudo de 2002 mostrou que cranberry e suco de cranberry alivia os sintomas da ITU melhor do que um placebo. Suco de cranberry é recomendado.

Blueberry: Apesar de não ser tão conhecido como cranberries para tratar uma infecção urinária, blueberries (mirtilo) também foi mostrados para ser um remédio eficaz. Você pode comer blueberries frescos orgânicos, ou mesmo misturar seu suco com suco de cranberry puro para aproveitar o poder de cura de ambos.

Abacaxi: Rico em vitamina C e bromelina, o abacaxi pode ajudá-lo a combater infecções ao mesmo tempo, reduzindo a inflamação. ainda melhorando o sistema imune.

Água: Um remédio padrão para quase qualquer doença, mas beber bastante líquido é extremamente importante no caso do trato urinário infecções. Permite que o corpo elimine as bactérias do trato urinário.

Fonte: Parte do texto traduzido em Natural news, Use natural remedies to treat a urinary tract infection, May 24, auotr Elizabeth Walling.

ALIMENTOS PARA REDUZIR A PRESSÃO ARTERIAL NATURALMENTE.

0 comentários
A vitamina C encontrada naturalmente em frutas
 como laranja foi pode reduzir a pressão arterial.
A pressão arterial alta afeta milhões, mas são simples os alimentos que podem ajudar a baixar a pressão arterial naturalmente.  De chocolate à uva, alimentos muitos fáceis de encontrar podem ajudar a reduzir as doenças cardiovasculares.

1. CHOCOLATE AMARGO
Chocolate relaxa os vasos sanguíneos de modo que o sangue flui mais facilmente. Um estudo mostrou que a ingestão de chocolate escuro por dia durante duas semanas reduziu a pressão arterial. Um estudo de 2003 no Journal of American Medical Association concluiu que o chocolate reduz a pressão arterial naturalmente.

2. UVAS VERMELHAS
Uvas vermelhas contêm resveratrol.  As uvas vermelhas foram mostradas para reduzir as taxas de pressão arterial.

3. LARANJA
A vitamina C encontrada naturalmente em frutas como laranja, goiaba, kiwi e grapefruit foi mostrado para reduzir a pressão arterial em pesquisa realizada pelo National Heart.

4. CEREAIS INTEGRAIS
Magnésio reduz a pressão arterial através do relaxamento das artérias. Cereais integrais são uma boa fonte de magnésio. Outras fontes de magnésio incluem as oleaginosas, folhas verde escuras (espinafre, brócolis...)

5. Reduzir a ingestão de sal, controle do sódio, limitar o álcool, moderado exercício físico foi mostrado para reduzir a pressão arterial, bem como o controle no consumo de cafeína e não fumar.

Fonte: Parte do texto traduzido em ehow, How to Lower Blood Pressure with Natural Foods.
Por Greice Caroline Baggio.

6 DICAS À DIETA ANTI-CÂNCER. DICA Nº 2.

1 comentários

Você pode permitir que seu sistema imunológico
combata doenças fazerendo escolhas alimentares inteligentes.
A evolução do câncer vêm muitas vezes dos resultados de um estilo de vida pouco saudável. Há uma série de práticas saudáveis, como parar de fumar e beber bebidas alcóolicas, fazer exercício e manter uma dieta saudável, que pode reduzir o risco de desenvolvimento de células cancerígenas. Mas a melhor maneira de colocar um estilo de vida anti-câncer é incluir alimentos anti-câncer em sua dieta diária.

Existem alimentos que favorecem o câncer e por isso estas devem ser excluídos dos seus hábitos alimentares. Você pode permitir que seu sistema imunológico combata doenças fazerendo escolhas alimentares inteligentes. Aqui está à segunda dica para compor sua dieta anti-câncer:

DICA Nº 2. Consuma alimentos ricos em fibras
Os alimentos orgânicos são muito ricos em fibra. ...essas partes da plantas que não são digeridas, ajudam na limpeza do sistema digestivo, permitindo o movimento de alimentos no trato digestivo. Desta forma, a fibra limpa os compostos cancerígenos a partir do trato digestivo. Aqui estão as dicas para incluir fibras na sua dieta:

• Troque o arroz branco pelo arroz integral.
• Desfrute de pipoca (sem adição de manteiga e sal) em vez de batatas fritas no seu tempo livre.
• Consuma batatas cozidas em vez de purê de batatas.
• Evite creme de leite em saladas. (incremente sua dieta com folhas verde-escuras como agrião, rúcula...)
• Controle seus desejos por doces e croissants.

Alimentos como arroz integral, cevada, aveia, frutas cítricas, maçãs, bananas, morangos, feijão preto, fradinho e outras variedades, lentilhas, amoras, mirtilos, manga, damasco, ervilha, cenoura, tomate, couve, espinafre, brócolis e verduras apresentam propriedades na luta o câncer.

Fonte: Fonte: Parte traduzido em 6 Tips For An Anti-Cancer Diet, life mojo.
Por Greice Caroline Baggio.

Qual é a dica nº 1? DICA Nº 1, Acessa! Busque saúde!

DICAS PARA VOCÊ COZINHAR DE FORMA MAIS SAUDÁVEL.

0 comentários
Cheiro, sabor e gosto não são os objetivos finais da cozinha!
Cozinhar é uma arte e um bom cozinheiro
é aquele que equilibra o sabor com saúde!


O conceito de cozinha mais "enxuta", refeições leves, parece ter desaparecido por trás de um cheiro atrativo. Mas ninguém pode negar a importância de preparações mais magras e  mais saudáveis. Aqui estão algumas dicas de como você você pode cozinhar refeições mais simples e mais leves:

1. Use uma colher de chá para derramar óleo: nunca coloque óleo diretamente, sempre use uma colher de chá, ou o melhor modo será o uso de sprays de óleo. O óleo deve ser usado em uma proporção, meia colher de chá em uma preparação por pessoa. Isso vai ajudar no cozimento de alimentos com a quantidade mínima de óleo, e você será capaz de monitorar o consumo de toda a família.

2. Aumente o conteúdo de fibra das receitas: Aumentar o teor de fibras de seus pratos, adicionando, por exemplo fibra de trigo, linhaça, e optando por produtos  que contêm fibras ao invés de refinado. Por exemplo, escolher um pão de trigo integral, em vez de habituais pães de farinha refinada, use macarrão de trigo integral e macarrão, em vez de os feitos de farinha refinada (moida).

3. Sirva suas saladas com estilo: Só o corte fatias ou cubos de vegetais crus fará sua família se sentir entediado de comer saladas. Portanto, tente usar uma variedade de receitas para tornar suas saladas mais interessante. Use uma variedade de vegetais, brotos e, por vezes, alguns frutos da época.

4. Use métodos alternativos de cozimento: grelhar, assar, e refogar são melhores métodos de cozimento e requerem pouca quantidade de óleo.

5. Escolha o seu menu com sabedoria: Certifique-se de incluir todos os grupos de alimentos todos os dias para incorporar todas as variedades de nutrientes na sua dieta. Escolha vegetais que são brilhantes em cores como vermelho, amarelo e verde! Essas frutas e vegetais são ricos em antioxidante, portanto, protegem sua família contra o estresse, infecções e outros problemas de saúde.

6. Utilize leite e iogurte: Utilize leite e iogurte para molhos, ajudará no aumento da proteína das suas refeições.

7. Use uma variedade de especiarias: Temperos são ricos em micronutrientes, e eles também dão sabor e bom gosto para suas refeições. As especiarias têm propriedades anti-bacterianas, anti-fúngicas e anti-séptica.

Cheiro, sabor e gosto não são os objetivos finais da cozinha! Cozinhar é uma arte e um bom cozinheiro é aquele que equilibra o sabor com saúde!

Fonte: Parte do texto traduzido em life mojo, 11 Tips to Cook Lighter, Leaner Meals, MAY, 2011.

ALIMENTOS PARA O CÉREBRO.

terça-feira, 24 de maio de 2011 0 comentários
De frutos à pesca, aqui estão seis alimentos que, c
om base em vários estudos,
pode animar a sua massa cinzenta.

Alimentos ricos em compostos como antioxidantes e ácidos graxos ômega 3 podem melhorar a saúde do cérebro e memória... De frutos á pesca, aqui estão seis alimentos que, com base em vários estudos, pode animar a sua massa cinzenta.

NOZES
Elas até parecem pequenos cérebros, talvez por isso que a maneira a Mãe Natureza nos diz que as nozes são boas.
 
[...] E um estudo apresentado em 2010 na Conferência Internacional sobre a Doença de Alzheimer relatou que ratos com Alzheimer demonstraram uma melhor aprendizagem, memória e coordenação motora após serem alimentados com nozes.

As nozes contêm grandes quantidades de antioxidantes, que pode combater os danos ao DNA das células cerebrais causados ​​pelos radicais livres no nosso corpo.

CENOURAS
As cenouras conhecidA por ser bom para os olhos - e ao que parece, elas são boas para o cérebro, também.

As cenouras têm níveis elevados de um composto chamado luteolina, o que poderia reduzir os déficits de memória relacionada com a idade e inflamação no cérebro, segundo um estudo publicado em 2010 na revista Nutrition. No estudo, os ratos cujas dieta diária dieta foi suplementada com 20 mg de luteína reduziu a inflamação no cérebro...
O azeite de oliva, pimentões e salsão também são ricos em luteína.

FRUTOS
Adicionando alguns frutos ricos em vitaminas em sua dieta pode não ser uma má idéia se você quer melhorar sua memória, de acordo com vários estudos.

Um estudo, publicado em 2010 no Journal of Agricultural and Food Chemistry, constatou que após 12 semanas de suplementos diários de suco de amora silvestre, nove idosos que passaram a ter problemas de memória leve apresentaram melhora na aprendizagem e nas habilidades que um grupo similar de adultos que não tomaram os suplementos. O grupo de mirtilo também apresentaram redução dos sintomas da depressão.

PEIXES
Embora a pesquisa recente mostrou que tomar suplementos de óleo de peixe não pode ajudar a retardar o declínio cognitivo em pessoas com a doença de Alzheimer, outros estudos mostraram que comer peixe ricos em ácidos graxos ômega 3 pode ajudar a reduzir o lento declínio cognitivo que vem com a idade.

Um estudo de 2005 na revista Archives of Neurology constatou que as pessoas maiores de 65 anos que comeram duas refeições de peixe por semana durante seis anos tiveram uma diminuição de 13% no declínio cognitivo em comparação com pessoas que não comem qualquer peixe regularmente. E as pessoas que comeram uma refeição de peixe por semana tiveram uma redução de 10% em declínio cognitivo.

Os peixes ricos em vitamina B12 também podem ajudar a proteger contra Alzheimer, segundo um estudo publicado em 2010 na revista Neurology.

CAFÉ E CHÁ
Café e chá fazer mais do que mantê-lo acordado durante as manhãs - estudos têm mostrado que eles podem impedir a doença de Alzheimer e melhorar a função cognitiva.

Um estudo de 2010, no Journal of Alzheimer's Disease descobriu que quando os pesquisadores deram café com cafeína em ratinhos geneticamente modificados para desenvolver a doença de Alzheimer, a doença ou retardou sua progressão ou nunca se desenvolveu. Com base na descoberta, café, eventualmente, poderia servir como um tratamento terapêutico para pessoas com doença de Alzheimer, disseram os pesquisadores.

Chá mostrou efeito protetor sobre o cérebro, também. Os bebedores do chá se saíram melhor em testes de memória e processamento de informações que os não bebedores de chá, de acordo com um estudo de 2010 de 716 adultos chinês de 55 anos no Jornal de Nutrição, Saúde e Envelhecimento.

ESPINAFRE
Os vegetais de folhas verdes são carregados com as vitaminas C e E, que, estudos têm mostrado, ajudam a melhorar as habilidades cognitivas.

Um estudo realizado em 2000 nos jornais de Gerontologia, mostrou que ratos cuja dieta foi suplementada com vitamina E, tiveram um aumento de 500-900% de tecido nervoso durante um período de oito meses, bem como um aumento na liberação de dopamina no cérebro, a química do "prazer" que controla o fluxo de informações para diferentes partes do cérebro.

E um estudo realizado em 2000 na revista Brain Research descobriu que ratos em envelhecimento tiveram algumas de suas memórias relacionadas com a idade e os déficits motores revertidas depois que foram alimentados com dietas suplementadas com espinafres, morangos, mirtilos.

Fonte: Parte do texto traduzido em My Health news daily.

COMO PERDER GORDURA CORPORAL?

0 comentários
 Um pouco de gordura no corpo é essencial para ser saudável,
pois tem seus benefícios, mas um percentual de gordura em nosso corpo,
 acima de certo nível reverte em seu benefício.
Antes de falarmos sobre como perder gordura, é importante entender como e por que nós ganhamos a gordura em nossos corpos. Basicamente, um pouco de gordura no corpo é essencial para ser saudável, pois tem seus benefícios, mas um percentual de gordura em nosso corpo, acima de certo nível reverte em seu benefício, causando ganho de peso e suas complicações.

Em primeiro lugar, se você consumir uma grande quantidade de alimentos de alto teor calórico na sua dieta (que estão acima de sua necessidades calóricas diárias), então as calorias em excesso são armazenados como gordura, que continua a se acumular ao longo tempo. Isso ocorre independentemente de você comer carboidratos, proteínas, gordura, independentemente de se tratar de junk food ou alimentos nutritivos.

O seu organismo pode metabolizar um determinado número de calorias em um dia. Se você continuar a comer mais do que sua exigência calórica, em seguida, seu corpo vai armazenar automaticamente o excesso como gordura.

Dicas sobre como perder gordura
1. Coma fibra: Se você tem um appetite grande e não consegue consumir pequenas porções de alimentos, então você pode incluir alimentos ricos em fibras em sua dieta para ajudá-lo a comer menos, mantendo-o cheio e a ingestão de calorias é inferior, ajudando o corpo a queimar a gordura armazenada.

2. Coma alimentos ricos em proteína: Alimentos ricos em proteínas leva mais tempo para digerir, por isso ajuda a mantê-lo completo por um longo tempo. Verifique sobre o consumo de porções, já que o excesso do que a exigência do corpo pode ser armazenado em seu corpo como gordura. Comer feijão, legumes e carnes magras como são as opções de boas de proteína.

3. Beba água: Beba água meia hora antes da refeição, uma vez que vai fazer você comer menos e manter a ingestão de calorias sob controle. Beba água fria durante todo o dia para manter o metabolismo acelerado.

4. Faça exercício: Você pode gerenciar o consumo de calorias e comer alimentos nutritivos, mas a gordura que existe no corpo deve ser queimada, a fim de perdê-lo.  Executar exercícios ajuda a queimar calorias mais rápido e a construção de músculos aumenta a taxa metabólica de repouso, resultando em rápida perda de gordura.

5. Hábitos Alimentares: Uma pessoa pode estar motivada para perder gordura rapidamente, mas para manter a perda de gordura, os hábitos alimentares precisam ser monitorados. Coma as porções corretas, e coma alimentos saudáveis ​​e deliciosos.

6. Evite doces: Os doces são ricos em calorias e contêm açúcar, que ainda promove o armazenamento de gordura. Assim, evitar bebidas gaseificadas e limite o consumo de álcool. Limite a ingestão do açúcar com duas colheres de chá por dia para evitar o ganho sob forma de gordura.

Experimente estas dicas e você verá os resultados.

Fonte: Parte do texto traduzido em Fitho in, How to Lose Fat.

Estas dicas são excelentes, leia outras no blog.

VITAMINAS PARA DORMIR MELHOR E ELIMINAR A INSÔNIA.

0 comentários
Para dormir melhor, o corpo precisa
de alimentos saudáveis ​​e nutrientes.
Para dormir melhor, o corpo precisa de alimentos saudáveis ​​e nutrientes. Muitos nutrientes são conhecidos por ter um efeito calmante sobre o sistema nervoso e ajudam a promover o sono tranquilo.  Alimentos integrais contêm muitas dessas curas naturais da insônia, mas os suplementos também estão disponíveis para garantir que você obtenha a quantidade adequada na dieta.

Cálcio
Alguns acham que o cálcio é melhor absorvido à noite, sugerindo que a sugestão de medicina popular de um copo de leite antes de dormir pode ser uma boa idéia. As formas naturais de cálcio são os laticínios, assim como verduras e gergelim. Uma colher de sementes de gergelim possui dez vezes mais cálcio que a mesma quantidade de leite. O espinafre também é rico em cálcio. Consuma 1000 miligramas de cálcio por dia.

Magnésio
É necessário para absorção do cálcio. Muitos suplementos de cálcio também contêm magnésio. ... O magnésio é um relaxante muscular, assim como importante para o equilíbrio de açúcar no sangue e a pressão arterial. As fontes naturais de magnésio são amendoim, cereais integrais, espinafre, banana, abacate, nozes e sementes. Diabéticos  e aqueles em uso de diuréticos necessitam garantir a ingestão adequada de magnésio, como já que o magnésio é perdido pela urina. Os sintomas de deficiência são espasmos musculares, náuseas e perda de apetite.

A vitamina D
É outro nutriente necessário para apoiar a absorção de cálcio no organismo. Os produtos lácteos são regularmente fortificados com vitamina D. A pesquisa tem mostrado que é difícil obter quantidade suficiente de vitamina D por exposição ao sol, principalmente nos meses de inverno, por isso a suplementação é recomendada. 

L-theanine
É um dos ingredientes do chá verde. Este aminoácido é conhecido por suas propriedades calmantes. A pesquisa mostrou theanine para acalmar o cérebro, produzindo ondas alfa. Além de seus efeitos calmantes, theanine pode diminuir a pressão arterial.

5-HTP
É a abreviatura de  5-Hidroxitriptofano é um aminoácido precursor do neurotransmissor serotonina e intermediário no metabolismo do triptofano.... Alguns usam o triptofano como um potenciador do humor, também, como é conhecido para ajudar com os mecanismos de serotonina no cérebro. Uma cápsula de 5-HTP pode ser tomada pela manhã em um estômago vazio.

GABA
É um dos neurotransmissores do cérebro. O nome completo deste nutriente usado para tratar a depressão é o ácido gama-aminobutírico. Sua função é regular o tônus ​​muscular e excitabilidade dos nervos.

Nota: Busque orientações antes de fazer uso de suplementação.
Fonte: Parte do texto traduzido em Natural news, Vitamins Help You Sleep Better and Cure Insomnia, June, 2009, autor Melanie Grimes.

AMAMENTAÇÃO REDUZINDO O RISCO DE ENFARTE.

0 comentários
Mães que amamentam os filhos por dois anos podem
 reduzir em até 37% o risco de enfarte. Uma das hipóteses
 levantadas para explicar o fato é que a amamamentação tenha
 um efeito antiestresse de longa duração


Mães que amamentam seus filhos por um ano podem reduzir o risco de enfarte em 13%. O número pode chegar a 37% quando o tempo de amamentação ultrapassa os dois anos, segundo estudo publicado no American Journal of Obstetrics & Gynecology. A pesquisa traz a primeira evidência de que o tempo acumulado de amamentação pode influenciar a saúde cardiovascular no longo prazo.

O estudo foi realizado com 89,326 mulheres cujo último filho tivesse nascido até 30 anos antes. Dessas, 63% já haviam amamentado. Os pesquisadores levaram em consideração fatores como idade, número de partos, peso, histórico familiar, dieta e sedentarismo.

Uma das hipóteses levantadas pelos cientistas é que a amamentação tenha um efeito antiestresse de longa duração por conta da produção do hormônio oxitocina, que melhora a resposta ao estresse. O aleitamento materno também contribui para que a mulher recupere seu perfil metabólico pré-gravidez.

Durante a gestação, a quantidade de gordura visceral, a resistência à insulina e os níveis de lipídios e triglicérides aumentam no organismo feminino, prejudicando seu coração e sobrecarregando o sistema cardiovascular da mãe. A pesquisa aponta que isso pode ser contornado quanto mais a mulher amamentar.

Fonte: Época, Amamentação pode diminuir risco de enfarte em até 37%, MAY, 2011.

Neurotransmissores

0 comentários

DIETAS QUE PODEM PREVENIR DOENÇAS.

0 comentários
Aqui estão quatro dietas que podem ajudar a prevenir
doenças e torná-lo mais saudável:


Apesar de fazer alguma dieta ser frequentemente considerado como uma forma de perder peso, a busca de um corpo esbelto não é o objetivo principal de todas as dietas. Algumas são simples modificações que visam melhorar a pressão arterial e melhorar a saúde de forma global.
Aqui estão quatro dietas que podem ajudar a prevenir doenças e torná-lo mais saudável:

1. DIETA DE BAIXO ÍNDICE GLICÊMICO
A dieta do índice glicêmico é baseado na idéia de que os carboidratos que podem levar a um rápido aumento nos níveis de açúcar no sangue devem ser evitados.

A dieta se concentra em consumir carboidratos complexoa para manter o açúcar no sangue equilibrado. Os alimentos que são enfatizados incluem os de baixo índice glicêmico, como pão de centeio integral, aveia flocos, farelo de aveia, macarrão, arroz parboilizado, quinoa feijões, ervilhas, lentilhas e nozes. As pessoas também são encorajadas a comer muitas frutas e legumes, e poucas batatas.

Não só a dieta pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue e reduzir o risco de diabetes, como também pode aumentar a lipoproteína de alta densidade (o colesterol "bom") e reduzir o risco cardiovascular.

2. DIETA VEGETARIANA
Embora uma dieta vegetariana possa ser adoptada por razões culturais, religiosas ou ecológicas, uma dieta principalmente à base de plantas também traz benefícios à saúde. Segundo a American Heart Association, estudos têm mostrado que os vegetarianos parecem ter um risco menor de obesidade, doenças coronarianas, hipertensão arterial e diabetes.

A maioria das dietas vegetarianas, mesmo aquelas que incluem ovos e laticínios, muitas vezes têm menos carboidratos simples, gordura saturada e colesterol e mais carboidratos complexos, fibras dietéticas, magnésio, ácido fólico, vitamina C e E e carotenóides do que as dietas que incluem carne.

Preocupações de que uma dieta vegetariana carece de proteínas e vitaminas essenciais pode ser dirigida a um planeamento cuidadoso e uma dieta equilibrada, de acordo com o National Institutes of Health.

3. DIETA DASH
"DASH", que significa "aproximações dietéticas para reduzir a hipertensão", é uma dieta promovida pelo National Heart Lung Blood Institute e como forma de reduzir a pressão arterial. Grande parte do plano alimentar ... propõe uma refeição equilibrada, rica em frutas, vegetais, produtos lácteos sem gordura ou com pouca gordura, grãos integrais, peixe, aves, grãos, sementes e nozes. Ele também contém menos sódio, açúcar, gorduras e carnes vermelhas do que a dieta típica americana.

Não há receitas especiais, no entanto, a ingestão calórica diária e do número de porções permitidas deve corresponder a uma pessoa da idade e do nível de atividade física.

4. DIETA SEM GLÚTEN COM COM REDUÇÃO DO GLÚTEN
O glúten é um tipo de proteína encontrada em cereais, como trigo, cevada e centeio. Dietas que limitam ou eliminam o glúten são frequentemente prescritas para pacientes com doença celíaca, no qual o sistema imunológico reage ao glúten por causar irritação e danificam o intestino delgado Isso impede que o organismo de absorver importantes nutrientes como vitaminas, cálcio, proteínas, carboidratos e gorduras.

Além de evitar trigo, cevada e centeio, as pessoas que seguem uma dieta livre de glúten também terá que omitir muitos pães, massas, cereais e alimentos processados ​​de sua dieta.

Fonte: Parte do texto traduzido em My health news daily, 5 Diets that fight diseases, FEB, 2011.

COMINHO COMO PODEROSO ANTIOXIDANTE.

0 comentários
As sementes do cominho (Centratherum anthelminticum (L.) Kuntze),
um membro da família da margarida,
representam uma rica fonte de antioxidantes fenólicos.


Cominho
O cominho é usado extensivamente na medicina tradicional para tratar uma variedade de doenças, do vitiligo à hiperglicemia.

A planta é considerada como antiparasitária e antimicrobiana e a ciência tem repetidamente verificado sua eficácia para reduzir a febre, ou como um analgésico.
Agora, uma nova pesquisa mostra que a humilde especiaria também contém altos níveis de antioxidantes.

Radicais livres
As chamadas espécies reativas de oxigênio, mais conhecidas como radicais livres, são produzidas naturalmente, como parte dos processos metabólicos necessários à vida.

O estresse oxidativo, no entanto, é causado por uma superprodução ou sub-remoção desses radicais livres.

O estresse oxidativo está ele próprio envolvido em uma série de doenças, incluindo aterosclerose, doença degenerativa neural, inflamação, câncer e envelhecimento precoce.

Antioxidantes
Acredita-se que os antioxidantes eliminem os radicais livres, reduzam o estresse oxidativo e previnam doenças.
Os compostos fenólicos das plantas, especialmente os compostos polifenólicos, são muitas vezes considerados antioxidantes.

Um grupo de pesquisadores agora usou técnicas bioquímicas e biológicas para mostrar que as sementes do cominho (Centratherum anthelminticum (L.) Kuntze), um membro da família da margarida, representam uma rica fonte de antioxidantes fenólicos.

"Os extratos de cominho mostraram-se fortes antioxidantes nos sistemas testados. Os extratos também mostraram-se grandes doadores de elétrons e, portanto, agentes redutores, outro marcador da antioxidação," afirmam os cientistas do Central Food Technological Research Institute, na Índia.

Proteção do DNA
Nos testes biológicos, o cominho inibiu a oxidação dos lipossomas usados como modelo para a oxidação da membrana celular e ofereceu proteção total contra danos ao DNA, segundo os cientistas.
"A quantidade de fenóis que conseguimos extrair e a atividade antioxidante do cominho dependeu do método utilizado. No entanto, a atividade antioxidante do cominho está correlacionado com o teor de fenóis totais.

Por isso, uma série de compostos fenólicos dentro das sementes de cominho devem ser os responsáveis pela atividade antioxidante verificada," concluíram os cientistas.

Fonte: Diário da saúde, Cominho combate radicais livres e protege o DNA, MAY, 2011.

BENEFÍCIOS DO CONSUMO DE SALMÃO E ÔMEGA 3 PROTEGENDO À VISÃO.

segunda-feira, 23 de maio de 2011 0 comentários
Preserve os ómega-3 do salmão no forno, grelhadando,
cozinhando apenas até o ponto de cozimento que deseja.
Consuma 2-6 porções de salmão por semana, e divirta-se!


Salmão é uma excelente fonte de proteína de alta qualidade e ômega 3. Este ácido graxo essencial oferece proteção contra:
■ Ataque cardíaco e acidente vascular cerebral;
■ Câncer;
■ Doenças inflamatórias, como artrite reumatóide;
■ Problemas mentais e emocionais.

O salmão selvagem está disponível fresco, congelado e enlatado, tornando-se uma escolha versátil, no entanto, como você armazena e cozinha o salmão pode afetar estes nutrientes essenciais. Evite métodos de cozimento, como fritar, refogar ou altas temperaturas. Preserve os ómega-3 do salmão no forno, grelhadando, cozinhando apenas até o ponto de cozimento que deseja. Consuma 2-6 porções de salmão por semana, e divirta-se!

Acrescentando
Os ácidos graxos ômega 3 em sua dieta pode ajudar a proteger contra doenças relacionadas com a idade como degeneração macular (DMRI), principal causa de cegueira em idosos.
Um novo estudo descobriu que as mulheres cuja ingestão de ômega 3 foi a mais alta teve 38% menos probabilidade de desenvolver DMRI do que as mulheres cuja ingestão de ômega 3 foi menor. O estudo foi baseado na observação de 10 anos de mais de 38.000 mulheres com idades superior à 45 anos que preencheram questionários detalhados da dieta.

Na marca de 10 anos, 235 das mulheres tinham desenvolvido DMRI severa. Quando os investigadores observaram o consumo de peixes das mulheres, viram que aquelas que consumiram a maior parte de peixes eram menos prováveis ​​ter DMRI. Neste ponto, a única coisa que os investigadores podem dizer com certeza sobre a prevenção da doenças é evitar o tabagismo. No entanto, o estudo com ômega-3 sugere a necessidade de ensaios clínicos randomizados para ver se esses ácidos graxos realmente fornecem proteção. O estudo foi publicado online na revista Archives of Ophthalmology.

Fonte: Parte do texto traduzido em Dr weil, Super Foods: Salmon and Omega-3s May Slow Vision Loss, MAY, 2011.

GABA REDUZINDO O STRESS E OUTROS BENEFÍCIOS.

6 comentários
GABA ajuda a estabilizar as atividades de ondas cerebrais.
GABA (Gamma-AminoButyric Acid), é a sigla para o composto Ácido gama-aminobutírico. GABA é um neurotransmissor inibitório descoberto em 1950.

Está relacionado com o aminoácido, ácido glutâmico, um nutriente conhecido para melhorar o sono. GABA reduz o estresse e ajuda o cérebro a se preparar melhor ao sono pela ativação de receptores do cérebro e nervos.

GABA e Hormônio do Crescimento
GABA estimula a glândula pituitária e ajuda a aumentar a hormônio do crescimento (GH). Um estudo da Universidade de Milão, mostrou que a suplementação de GABA induziu um aumento de cinco vezes o hormônio de crescimento no fluxo sanguíneo.

GABA no cérebro
GABA ajuda a estabilizar as atividades de ondas cerebrais. Num ensaio clínico realizado no Japão, GABA foi mostrado em aumentar as ondas alfa e diminuir as ondas beta.

Como neurotransmissor
É um importante neurotransmissor atuando como inibidor neurossináptico, por ligar-se a receptores específicos (os neurotransmissores são conhecidos por promovem respostas excitatórias ou inibitórias entre neurônios que se comunicam por sinapses químicas). Esta é a forma como os nervos e se comunicam com o tecido cerebral.

GABA Deficiência
Quando o cérebro funciona de neurotransmissores, os sinais entre os nervos fica mais lento. Os sintomas de uma deficiência de GABA incluem ansiedade, baixo desejo sexual, dores de cabeça, palpitações cardíacas e até convulsões. GABA afeta a epilepsia e doença de Parkinson.

Os alimentos que contêm GABA e a glutamina
GABA está contida em muitos carboidratos complexos, como massas e grãos. GABA também pode ser sintetizado pelo aminoácido glutamina. Alimentos ricos em glutamina incluem bananas, lentilha, aveia, farelo de arroz, nozes, brócolis, fígado, carne, amêndoas e espinafre. Glutamina em pó também pode ser comprado como um suplemento nutricional.

A taurina e glicina
Dois outros aminoácidos têm sido mostrados para trabalhar em conjunto com GABA ajudando na sua absorção. Taurina ajuda a sintetizar GABA. Ambos taurina e glicina são produzidas no corpo, mas podem ser complementados ajudando com a produção de GABA.

B6 é necessária para a absorção GABA
A vitamina B6 também é necessária para a síntese de GABA. Tomar vitaminas do complexo B é recomendado.

Dosagem recomendada de GABA
A dose recomendada de GABA é de 1000 a 2000 mg por dia. GABA tem dificuldade em atravessar a barreira cérebro / sangue, as empresas de modo a vitamina estão à procura de outros métodos à melhor absorção, por exemplo, adicionando GABA a soluções à base de óleo.  Outras sugestões para facilitar a absorção estão em aumentar os precursores, taurina, glicina e glutamina, e deixar o organismo produzir o próprio GABA.

Síntese de GABA
O organismo sintetiza o GABA a partir do glutamato utilizando a enzima L-ácido glutâmico descarboxilase e piridoxal fosfato (que é a forma ativa de B6) como cofator. Este processo converte o principal neurotransmissor excitatório (glutamato) em um dos principais inibitório (GABA). (fonte wikipedia).

Fonte: Parte do texto Traduzido em Natural news, GABA Reduces Stress, March 03, 2010, autor Melanie Grimes.