Google Analytics Alternative

SOCIALIZA-SE À UMA BOA MEMÓRIA, SEJA OTIMISTA PARA COMBATER DOENÇAS E VIVA MELHOR!

quarta-feira, 18 de maio de 2011
* Os resultados globais são bastantes convincentes de que as emoções
positivas contribuem para a boa saúde e longevidade.

* À medida que envelhecemos, mais estímulo que recebemos - intelectual e social -
maior a chance de manter nossas mentes, e as memórias,
 tão afiadas quanto o são hoje.

* Você hoje possui inúmeras ferramentas para evoluir em todos
os campos e ter saúde plena, dar desculpas
já não lhe cabe mais,
compete à todos com disciplina e perseverança melhorar
 sua vida e bem estar, e isso é maravilhoso!
Sabemos que o exercício do cérebro, fazendo quebra-cabeças, aprendizado de uma língua, a leitura ou a prática de outras atividades mentalmente estimulam à diminuição do risco de a doença de Alzheimer. Agora, pesquisadores da Rush University Medical Center, em Chicago descobriram que socializar pode ajudar também. A equipe de investigação está estudando 1.138 idosos (com idade média de 80) em um esforço para compreender que tipos de atividades melhoraram a cognição à medida que envelhecemos. Todos os participantes recebem avaliações anuais, que incluem uma história clínica e testes neuropsicológicos.
O grupo de estudo também responderam a um questionário sobre suas atividades sociais, inclusive ida à restaurantes, eventos desportivos, jogar bingo, fazer viagens (dia ou noite), realizar um trabalho voluntário, visitar amigos ou parentes, ir à igreja ou participar em atividades de grupo. O estudo demonstrou que os participantes que eram mais socialmente ativos experimentaram apenas um quarto do declínio cognitivo durante uma média de cinco anos comparados à aqueles que eram menos ativos socialmente. Ao analisar seus resultados, os pesquisadores levaram em consideração outros fatores que poderiam ter influenciado o declínio cognitivo e tentaram afastar a possibilidade de que o declínio cognitivo leva a evitar a atividade social, ao invés do contrário.


Opinião de Dr. Weil's? Ao longo da vida, as conexões com os outros são vitais para nossa saúde e bem estar. Acredito que não estamos destinados a sermos sozinhos, mas sim partes de famílias, bandos e tribos. Nós somos seres comuns e, naturalmente, grande satisfação derivam da experiência de pertencer a um grupo com um propósito comum. Estou feliz em saber que o estudo Rush confirmou o que muitos de nós sabe intuitivamente - que é melhor (em qualquer idade) para manter as nossas ligações com os outros do que para nos isolar. À medida que envelhecemos, mais estímulo que recebemos - intelectual e social - maior a chance de manter nossas mentes, e as memórias, tão afiadas quanto o são hoje.

Fonte: Dr weil, Socialize for a Better Brain, MAY, 2011.

Quanto mais feliz e mais positivo você for, mais saudável é provável que você seja e mais tempo você vai viver. Estas conclusões são de uma análise de oito diferentes tipos de pesquisas realizadas em mais de 160 estudos separados. Os resultados globais são bastantes convincentes de que as emoções positivas contribuem para a boa saúde e longevidade. A equipe pesquisadora principal do estudo é caracterizar os resultados dessa análise como mais forte do que os dados que relacionam a obesidade a longevidade reduzida.

O relatório foi publicado em 2011, edição de março de Psicologia Aplicada, Saúde e Bem-Estar. Em notícia relacionada, um estudo da Duke University Medical Center descobriram que pacientes cardíacos otimistas tinham 30% menos probabilidades de morrer durante os 15 anos seguintes à angiografia coronariana (um procedimento para avaliar o fluxo de sangue no coração) do que aqueles que estavam menos otimistas sobre as suas expectativas de recuperação. Este estudo foi publicado online em 28 de fevereiro de 2011, no Archives of Internal Medicine.
Opinião de Dr. Weil's? Nós nos conhecemos há algum tempo que o otimismo pode influenciar positivamente o sistema imunológico. Além disso, otimismo e outras emoções positivas estão associadas com baixa produção de cortisol, o hormônio do estresse e com risco reduzido de doenças crônicas. A pesquisa também sugere que o riso pode ajudar a impulsionar a imunidade, alivia a dor, diminuir o stress e até mesmo ajudar a proteger contra doenças cardíacas. Os pessimistas tendem a culpar a si mesmos quando as coisas ruins acontecem, e visualizar os eventos bons quanto os de transição e negativo como duradouro.

Os otimistas são muito mais prováveis ​​para explicar os acontecimentos ruins como devidos a causas externas temporárias. Eles têm uma visão geral positiva da vida e da confiança na sua capacidade de afetar o seu próprio futuro. Porque os otimistas tendem a se engajar ativamente no planejamento e solução de problemas, eles podem experimentar menos stress do que os pessimistas, e desenvolver recursos para lidar com o estresse. O resultado Uma melhor saúde global e diminuição do tempo de recuperação após uma doença ou cirurgia.

Fonte: Traduzido em Dr weil blog, Be Happy, Live Longer, MAY, 2011.

Minha opinião? Eu já havia escrito aqui sobre otimismo e longevidade, e outro estudo que revela que não fumar e ter bons laços sociais estão entre os pilares à longevidade, pois bem, estamos na era da informação, do conhecimento, do conceito, de contextualizar. Você hoje possui inúmeras ferramentas para evoluir em todos os campos e ter saúde plena, dar desculpas já não lhe cabe mais, compete à todos com disciplina e perseverança melhorar sua vida e bem estar, e isso é maravilhoso! As opções estão em toda a parte e você faz suas escolhas!

Na área da alimentação e nutrição, hoje estão disponíveis conhecimento sobre o funcionamento do organismo e alimentos/nutrientes de que ele necessita, tem-se suplementos, alimentos fortificados, bem como uma variedade de alimentos industrializados/ processados, compete à você novamente escolher. Busque saúde!

Por Greice Caroline Baggio.

0 comentários:

Postar um comentário