Google Analytics Alternative

ARTRITE. O PRIMEIRO PASSO É SABER MAIS SOBRE A DOENÇA.

quarta-feira, 27 de abril de 2011
O processo natural do envelhecimento e a obesidade
contribuem para a artrite, e com base na alta prevalência
de obesidade, os pesquisadores estimam que
os casos de artrite aumentem significativamente nos próximos 20 anos.

Artrite é um termo usado que engloba mais de 100 doenças diferentes. É uma doença caracterizada pela inflamação das articulações, envolvendo os tendões, ligamentos e cartilagens. A doença provoca inchaço das articulações, rigidez e dor que pode variar de leve a incapacitante. As chaves primárias para o tratamento e a prevenção são uma boa dieta, nutrição, desintoxicação e redução do stress.

Mental e fatores físicos ambientais contribuem para a artrite, muitos dos quais não são facilmente detectáveis ​​ou rastreável para real causa da doença em si. Por esta razão que a medicina ocidental é lamentavelmente ineficazes no tratamento real da doença uma vez que eles não vêem a doença a partir de um ponto de vista sistêmico.

Há uma variedade de condições, as três mais comuns sendo reumatóide, gota e artrose. Das três, a osteoartrite é de longe a mais prevalente, acometendo cerca de 20 milhões de americanos e é três vezes mais prevalente em mulheres do que nos homens com idade superior a 45 anos.

A osteoartrite (OA) é uma degradação da cartilagem. A cartilagem é um tecido liso gelatinoso, que ajuda a proteger as extremidades dos ossos em cada junta. Sem esta proteção, as extremidades dos ossos fricciona-se causando à dor severa.[...]

A artrite é causada por um grande número de fatores, incluindo lesões, idade, toxinas e micróbios, alterações hormonais e até mesmo genéticos. Outros fatores causais, incluindo ambientais/alérgeno, e até dentário foram identificados como as duas causas da doença. Fatores hormonais são vistos como a causa em mulheres pós-menopausa, que representam uma grande porcentagem de pessoas atingidas com OA.

Em condições normais de saúde, idade ou cartilagem danificada é substituída pela nova cartilagem criado por condrócitos, que são células especializadas encontradas na cartilagem. Os condrócitos são responsáveis ​​pela produção de cartilagem conhecida como colágeno e proteoglicanos. Tal como acontece com todas as células do corpo, a qualidade das células de substituição é dependente do tipo, qualidade e quantidade de matérias-primas (vitaminas, minerais, aminoácidos e GAG (glicosaminoglicanos) disponíveis para os condrócitos no momento da fabricação. [...]
Devido à presença de matéria-primas de alta qualidade em suas quantidades adequadas são fundamentais para que o corpo adequadamente possa se regenerar, dieta, nutrição e estilo de vida desempenham um papel importante, tanto para prevenir e ajudar a reverter os estragos desta condição dolorosa.

O estresse também pode ser um fator importante no eventual desenvolvimento de artrite. O stress pode atrapalhar significativamente o equilíbrio hormonal e pode interferir com a produção de hormônios progesterona e tireóide levando a um aumento nos problemas da menopausa. A menopausa é um momento em que um grande número de mulheres desenvolvem OA. Embora a OA é geralmente considerada como uma doença relacionada à idade afeta quase todos com idade acima de 60 anos, não há dúvida de que os fatores de estilo de vida são cada vez mais sendo vista como principal causa da doença.


Fonte: Parte do texto traduzido em Natural news, Overcome arthritis naturally, 27/04/2011.

O processo natural do envelhecimento e a obesidade contribuem para a artrite, e com base na alta prevalência de obesidade, os pesquisadores estimam que os casos de artrite aumentem significativamente nos próximos 20 anos.

Estudos epidemiológicos mostram que dietas ricas em alimentos de origem vegetal apresentam uma menor incidência de doenças crônicas. Uma dieta rica em azeite de oliva, peixes, frutas e hortaliças, tem demonstrado trazer benefícios, enquanto uma dieta com baixo consumo de nutrientes antioxidantes mostra-se prejudicial.

Ainda, estudos têm demonstrado que a suplementação de óleo de peixe, rico em ômega 3, pode ajudar a aliviar as dores causadas por inflamações nas pessoas que sofrem de artrite reumatóide.


Por Greice Caroline Baggio.

1 comentários:

Anônimo at: 8 de agosto de 2013 21:09 disse...

Sofro de artrite reumatóide desde dos 20 ano de idade, a cada dia as dores aumenta mais, as articulações estão comprometidas doi muito principalmente os joelhos, tornozelos, dificutando a locomoção.Ja fiz vários tratamento, enclusivél REMICADE não tenho melhora,me preocupo com o futuro pois tenho 47 anos se não tiver um controle o q fazer já q a doença não tem cura,o unico remédio q alivia as dores é corticóide. Gostaria de receber ajuda q fazer para controlar ou astacionar a DOENCA.

Postar um comentário