Google Analytics Alternative

A felicidade é uma questão de escolha.

sábado, 9 de outubro de 2010

As pessoas querem ser felizes, querem saber
o que eles podem fazer para fazer a diferença,
então as escolhas é que importam.
Pesquisadores destacaram o mito de que a felicidade está ligada apenas à genética.

Os resultados de um estudo de 25 anos em 60 mil alemães mostraram que a felicidade a longo prazo é determinada não apenas pelos genes (que contribuem com 50%), como também pelas decisões de estilo de vida, incluindo a escolha do parceiro, a vida profissional e religião. O estudo será publicado no diário oficial dos Estados Unidos da Academia Nacional de Ciências.
O estudo analisou as respostas de indivíduos maiores de 16 anos num período de 1984-2008. Sobre as relações, os resultados revelam que os indivíduos com parceiros neuróticos são significativamente menos felizes do que aqueles com parceiros mais estáveis emocionalmente. 
O estudo também revelou que as pessoas que priorizam sua relação com o parceiro e filhos eram mais felizes do que aqueles interessados em sucesso profissional ou material, assim como aquelas com objetivos altruístas, como ajudar as pessoas ou se envolver em atividades sociais.
Trabalhar menos horas não conduz necessariamente à felicidade, mas trabalhar muito mais ou menos do que queriam deixou as pessoas infelizes. Outras coisas que importam à felicidade são as atividades sociais, como o envolvimento sadio com a sociedade e amigos, bem como a religião, uma crença que lhe dá um senso de significado ou propósito de vida  é importante para a felicidade.
As pessoas querem ser felizes, querem saber o que eles podem fazer para fazer a diferença, então as escolhas é que importam. Permita-se ser feliz!

1 comentários:

Anônimo at: 10 de outubro de 2010 10:53 disse...

JOÃO!
PARABÉNS GREICE!
SEU BLOG É FANTÁSTICO! NOS DEIXA SEMPRE INFORMADOS E MOTIVADOS!
MAIS UMA VEZ, PARABÉNS!

Postar um comentário