Google Analytics Alternative

MAÇÃ: BENEFÍCIOS E RISCOS À SAÚDE.

terça-feira, 11 de março de 2014
Benefícios à saúde
 
Previne a doença de Alzheimer A maçã contém quercetina, um poderoso antioxidante que, em ratos, protege os neurônios da degeneração e pode fazer o mesmo em seres humanos. A casca é rica em substâncias que combatem doenças.
 
Protege contra o câncer de cólon Quando fermenta no cólon, a fibra natural da maçã produz substâncias químicas que ajudam a combater a formação de células cancerosas, de acordo com pesquisas recentes na Alemanha. Outros estudos mostraram que as procianidinas, tipo de antioxidante encontrado na maçã, desencadeiam uma série de sinais celulares que resultam na morte de células cancerosas.
 
Estabiliza a glicemia A maçã é rica em fibra solúvel, o que retarda a digestão e a entrada da glicose na corrente sanguínea. Pesquisadores descobriram que mulheres que comeram pelo menos uma maçã por dia tiveram probabilidade 28% menor de desenvolver diabetes do que as que não o fizeram.
 
Promove a saúde das gengivas Há muito tempo se diz que a maçã é a escova de dentes da natureza. Embora comer maçã não limpe os dentes, morder e mastigar a maçã estimula as gengivas, e a doçura da fruta aumenta o fluxo de saliva, o que reduz as cáries ao diminuir o nível de bactérias na boca.
 
Previne a hipertensão arterial Adultos que comem maçã têm 37% menos chance de ter hipertensão arterial.
 
Ajuda a mantê-lo magro A maçã é rica em água e fibras, então o estômago vai querer menos comida. Além disso, estudos mostraram que quem come pelo menos três maçãs por dia perde peso.
 
Ajuda a prevenir doenças cardiovasculares Uma maçã fresca é o lanche ideal. A maçã é rica em flavonoides, antioxidantes que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares – mas é preciso comer a casca.
 
Combate o colesterol elevado A maçã é pobre em calorias e rica em pectina, fibra solúvel que ajuda a baixar o nível do LDL-colesterol (que danifica as artérias) no sangue.
 
Riscos à saúde
 
Pesticidas  Como a maçã é vulnerável a larvas, vermes e outros insetos, recebe aplicações de pesticidas. Sempre lave bem as frutas antes de comê-las e, se possível, descasque as maçãs enceradas (de brilho intenso); a cera pode impedir que a lavagem retire os resíduos de pesticida.
 
Alergias  O dióxido de enxofre é frequentemente adicionado a maçãs desidratadas para preservar a umidade e a cor; esse produto pode provocar alergias em pessoas propensas.
 
Infecções bacterianas Escherichia coli e Cryptosporidium já provocaram doenças graves em quem consumiu suco ou sidra de maçã não pasteurizados. Crianças, grávidas, idosos e pessoas com o sistema imunológico enfraquecido são mais suscetíveis e devem se precaver optando por suco ou sidra de maçã pasteurizados. Verifique o rótulo antes de comprar.

Fonte: Seleções, Maçã: quando faz bem, quando faz mal. Acesso em 10/03/2014.

0 comentários:

Postar um comentário