Google Analytics Alternative

SUBSTÂNCIAS ANTIENVELHECIMENTO.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015
A ciência tem procurado decifrar os mecanismos básicos do percurso de amadurecimento do corpo humano. No entanto, podemos abandonar o sonho de que um dia a poção mágica da juventude saia pronta de um laboratório de um gênio.

A pele como qualquer outro órgão do corpo, também não escapa ao envelhecimento, onde podemos notar de forma mais visível o aumento das marcas da idade e o seu percurso de perda de elasticidade. Um dos fatores associados à perda de firmeza da pele é a diminuição de produção de substâncias químicas e percursores nutricionais. Esta diminuição está diretamente associada à produção de radicais livres.

O envelhecimento da pele começa, sem que o possamos perceber visivelmente, entre os 25 e 30 anos de idade. A única coisa que diferencia uma pessoa da outra é que o tempo fisiológico é inerente a cada uma, e pode fazer com que as marcas do processo de envelhecimento apareçam em determinada idade e não em outra. Nesse aspeto, os hábitos de vida têm grande importância para a saúde e beleza da pele.

Alguns fatores podem acelerar o processo, como exposição ao sol, agressões ambientais, poluição, alimentação desequilibrada, fumo, consumo de álcool e alterações hormonais que acontecem na menopausa. Se adicionarmos a tudo isto, uma alimentação pobre em nutrientes, este envelhecimento torna-se precoce.

Na luta contra este envelhecimento precoce, especialistas não param de descobrir novas técnicas e substâncias para retardar o ritmo do relógio biológico. A cada dia encontram-se mais e mais fórmulas capazes de retardar o envelhecimento da pele.

Descobertas de verdadeiras "pílulas da beleza" têm-se tornado uma febre nos consultórios e clínicas de estética. Agora a coqueluche do momento é o DMAE (dimetilaminoetanol). Começam então a aparecer no mercado cosméticos que incluem o DMAE na sua formulação.

Misturado com outros nutrientes, combinado com uma base antioxidante e aplicado sobre a pele, o DMAE proporciona uma melhoria rápida e extrema na aparência da pele flácida", afirma o dermatologista americano Nicholas Perricone, no seu livro "O Fim das Rugas".

DMAE nos alimentos
O DMAE, agora utilizado na cosmética, está também presente em alguns alimentos. Para além da cosmética, a nutrição tem um papel muito importante para manter a juventude da pele. Assim aliar uma boa nutrição à cosmética, é meio caminho andado para uma pele saudável e bonita.

O DMAE, como vimos ajuda a pele a ganhar mais firmeza, este encontra-se naturalmente no nosso corpo (fígado, cérebro e coração) e em peixes como as anchovas, as sardinhas, o salmão e o atum, assim devemos incluir na nossa alimentação este tipo de peixes.

Esta substância também pode ser ingerida em suplementos. Ao ser administrado por via oral passa pelo trânsito gastrointestinal sem sofrer grandes alterações, penetra a barreira hematoencefálica e aumenta os níveis de colina, e consequentemente, aumenta a síntese de acetil-colina diretamente a nível cerebral (é portanto um precursor indireto da acetil-colina).

Este tem a sua ação aumentada com a suplementação concomitante de vitamina B5 (pantotenato de cálcio), colina, lecitina de soja, L-fenilalanina, L-tirosina, L-acetilcarnitina e Ginkgo biloba. No entanto, o DMAE não é indicado em pessoas que sofrem de epilepsia, grávidas, mulheres em fase de amamentação e em homens com problemas de próstata.

O uso de vitaminas, minerais ou outros suplementos pode trazer bons resultados, mas a automedicação não é recomendada. Consulte sempre um médico para a sua avaliação e acompanhamento, quando se tratar de assuntos relacionados com a saúde.

Nutrição para a pele
Como já vimos, a pele é uma das vozes de alarme do nosso organismo, que se expressa sob a forma de falta de luminosidade, elasticidade, rugas, etc. Quanto antes a pessoa se interessar pela elaboração de uma alimentação rica em nutrientes, melhor.

Procurar um nutricionista pode ajudar a garantir a beleza da pele no futuro. Frutas e legumes cor de laranja e verde escuro, são alguns ingredientes indispensáveis também para a saúde da pele. Alimentos como melão, laranja, cenoura, abóbora, brócolis, manga, alperces, tangerinas e melancia são excelentes pois contêm muitas vitaminas antioxidantes.

Outros bons amigos da beleza da pele, são os ácidos gordos, ómega 6 existente nas oleaginosas e seus óleos (açafrão ou cártamo, girassol, gérmen de trigo e milho), e o Omega 3 existente nos peixes gordos (onde também existe o nosso DMAE) e nos óleos de soja e colza.

A sardinha em lata é também um alimento rico em vitamina E. Esta vitamina trabalha em equipa com os ácidos gordos essenciais e tem grande poder antioxidante. A alimentação de quem deseja manter a pele em ordem deve incluir ainda muita água. Não se deve dispensar o consumo diário de dois litros de água.

Podemos concluir que é da máxima importância manter uma alimentação equilibrada, rica em vegetais, frutas ou sumos naturais, rica em gorduras polinsaturadas provenientes dos peixes gordos e oleoaginosas, e evitando o excesso de gorduras saturadas.

Fonte: Lifestyle.

1 comentários:

{ PAULO TAMBURRO. } at: 2 de dezembro de 2015 18:08 disse...

Vou começar agora.

Valeu!

Um abração carioca.

Postar um comentário